Home - Convergência Digital

Teles enviaram 586 milhões de SMS gratuitos com alertas de risco de desastres naturais

Convergência Digital* - 04/03/2020

As operadoras de telefonia móvel enviaram gratuitamente no ano passado 585,7 milhões de mensagens de texto (SMS) com alertas para o risco de desastres naturais, como chuvas fortes, alagamentos e baixa umidade do ar. Desde quando o serviço foi criado, em 2017, quase um 1 bilhão (855 milhões) de mensagens já foram enviadas aos usuários cadastrados para receber os alertas.

Em 2019, foram emitidos pela Defesa Civil 12.654 alertas e, desde 2017, o total acumulado foi de 19.480. O conteúdo da mensagem é definido pela Defesa Civil e um mesmo texto é enviado para vários usuários cadastrados que estejam na região a ser afetada. A grande maioria dos alertas foi sobre chuvas intensas, o que correspondeu a 75% do total. A baixa umidade do ar foi responsável por 8% dos alertas, seguida de alagamentos (6%) e de outros motivos, como granizo, deslizamentos e vendaval. Os alertas se concentraram mais durante os meses de novembro, dezembro e janeiro.

O Estado que mais recebeu mensagens de alerta foi São Paulo, com 347 milhões de SMS. São Paulo também é a unidade da federação que tem o maior número de usuários cadastrados para receber os alertas, com 2,3 milhões, e também a que possui o maior contingente de celulares, somando 66 milhões. O Rio de Janeiro aparece em segundo lugar, com 78,7 milhões de SMS de alertas e 1,25 milhão de usuários cadastrados. No Rio, há 18,5 milhões de celulares. Em terceiro lugar, vem Santa Catarina com 45,5 milhões de mensagens e Minas Gerais aparece na quarta posição, com 38,2 milhões.

Coordenado pelo Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), do Ministério do Desenvolvimento Regional, o sistema foi implantado em parceria com a Defesa Civil dos Estados e com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). As pessoas cadastradas no sistema pelo celular recebem os alertas gratuitamente, pois todos os custos referentes ao envio das mensagens ficam a cargo das prestadoras.

Para receber os alertas, o usuário deve enviar uma mensagem pelo celular para o número 40199, com o CEP do endereço que deseja ser monitorado. Podem ser cadastrados vários CEPs para um mesmo número de celular. O sistema de envio de alertas começou em fevereiro de 2017, por Santa Catarina, e foi gradativamente sendo ampliado, estando disponível para todo o País em fevereiro de 2018.

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

04/03/2020
Teles enviaram 586 milhões de SMS gratuitos com alertas de risco de desastres naturais

03/09/2019
WhatsApp está perto de liquidar de vez o SMS

26/07/2019
Oi, com Google, quer dar novo fôlego ao SMS corporativo

15/02/2018
Alerta de desastre por SMS fica nacional em 26 de fevereiro

12/01/2018
Sistema de alerta via SMS já enviou mais de 25 milhões de mensagens

07/12/2017
Google fecha com Claro, Vivo e Oi para dar nova cara ao SMS e enfrentar o WhatsApp

14/11/2017
Alerta de desastres por SMS chega a São Paulo

25/10/2017
Phishing SMS usa Santander e Banco do Brasil. Mais de 33 mil pessoas afetadas em 7 dias

15/09/2017
Alerta de desastres por SMS será ampliado para todo o Brasil

16/08/2017
Unicef e Zenvia se unem por projeto nacional de combate à exclusão escolar

Destaques
Destaques

Venda de smartphones piratas dispara 135% no 1ºtri no Brasil

Tombo no primeiro trimestre foi de 8,7% - e chegou a 22,4% entre os aparelhos mais simples. Alta do dólar e a falta de componentes impactaram a venda dos dispositivos no país.

Tempo é um luxo que o Brasil não tem para fazer o 5G

Pesquisa da Omdia, ex-Ovum, em parceria com a Nokia, mostra que, nos próximos 15 anos, o 5G vai gerar R$ 5,5 trilhões para o País, sendo o governo beneficiado com o adicional de quase R$ 1 bilhão em receita com os serviços 5G.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Uma escolha de Sofia no leilão de 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em um país democrático, como o Brasil, sem análise estratégica, não daria para arriscar em dispor, comercial e tecnologicamente, de “uma cortina de ferro ou uma grande muralha” para restringir fornecedores no mercado de telecomunicações.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site