Home - Convergência Digital

Oi, com Google, quer dar novo fôlego ao SMS corporativo

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 26/07/2019

A Oi, está levando a plataforma Rich Communication Services (RCS) para o mercado corporativo, através do RCS Business Messaging (RBM). A tecnologia aprimora a experiência comercial oferecida através do SMS e permite que as marcas enviem mensagens mais diretas e interativas, possibilitando relacionamento transparente e seguro na comunicação com seus clientes para a realização de vendas, comunicação de serviços, atendimento, pesquisa, entre outras funcionalidades. Exclusivo para o ecossistema Android, o lançamento do RBM para grandes empresas é uma parceria entre a operadora e o Google, e também com as integradoras Infobip e Movile.

Utilizando a rede de solução de mensageria RCS, via rede móvel ou WiFi, o RBM oferece recursos multimídia mais completos e modernos para as empresas, como criar mensagens com a identidade visual da marca através de imagens, GIFs, vídeos, áudio, QR Codes, e ainda outros recursos relevantes, como selo de verificação para evitar fraudes e relatório de envio e leitura.

A aplicação também viabiliza o uso de botões para realização de chamadas, mapas, agendamento e a compra de produtos e serviços, proporcionando praticidade aos clientes e um novo canal de vendas para as empresas rentabilizarem os seus negócios. Segundo pesquisa da GSMA Intelligence, cerca de 86% dos smartphones serão habilitados para a aplicação até 2020. Para utilizar o RBM, o usuário tem que ter um smartphone Android e o aplicativo híbrido de SMS/RCS chamado Mensagens, desenvolvido pelo Google, e disponível na Google Play.

“No início do ano, realizamos a primeira campanha por RCS no Brasil para os nossos clientes do varejo e constatamos que os resultados foram muito melhores que por SMS. Tivemos uma conversão 8 vezes melhor na migração de clientes pré-pagos para planos controle em comparação ao envio do SMS. Com o RBM, estamos iniciando testes em algumas empresas como companhias aéreas e instituições financeiras e estamos com expectativa de   resultados muito positivos. Oferecemos uma evolução na maneira das empresas se comunicarem com os seus clientes trazendo inclusive novas receitas” diz Rodrigo Shimizu, diretor de Marketing Corporativo da Oi.

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

18/02/2020
Oi reforça investimento na Oi Móvel em dezembro

11/02/2020
Anatel: risco financeiro da Oi no curto prazo está descartado

06/02/2020
Oi contrata mais uma consultoria para asessorar venda de ativos não estratégicos

04/02/2020
Oi reforça atuação no mercado de edge computing

31/01/2020
Rodrigo Abreu é o novo presidente da Oi

30/01/2020
Oi confirma venda de prédio em Botafogo, no Rio, por R$ 120 milhões

28/01/2020
Oi reitera à CVM intenção de vender torres e ativos não estratégicos

27/01/2020
STJ nega bloqueio de R$ 1 milhão da recuperação judicial da Oi

24/01/2020
Oi consegue US$ 1 bilhão para fortalecer caixa com venda de operadora em Angola

22/01/2020
Oi volta a apresentar caixa negativo em novembro

Destaques
Destaques

Governo do Brasil ainda avalia restringir Huawei na implantação do 5G

MCTIC estuda a publicação de um novo Decreto, ou em forma de Portaria, com normas para cibersegurança específicas para o setor de telecomunicações. A estratégia Nacional de Segurança Cibernética, recém-lançada pelo Governo, tratou - de forma genérica- o tema 5G.

5G exigirá uso de requisitos mínimos de Segurança Cibernética

Tecnologia é apontada como 'uma revolução na comunicação de dados, no potencial de emprego de equipamentos de Internet das Coisas e na prestação de novos e disruptivos serviços".

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Carro autônomo: decisões baseadas em dados vão evitar acidentes?

Por Rogério Borili *

O grande debate é que a inteligência dos robôs precisa ser programada e, embora tecnologias como o machine learning permitam o aprendizado, é preciso que um fato ocorra para que a máquina armazene aquela informação daquela maneira, ou seja, primeiro se paga o preço e depois gerencia os danos.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site