TELECOM

Acerto TIM/Porto Seguro Conecta garante serviços para 736 mil clientes

Ana Paula Lobo ... 03/10/2018 ... Convergência Digital

O acordo firmado entre a Porto Seguro Conecta e a TIM, que era a prestadora da infraestrutura de rede, para a descontinuidade da operação envolveu a manutenção de todos os serviços contratados pelos clientes da MVNO. A Porto Seguro Conecta desistiu de ficar à frente da operação de Telecom, fato que o mercado já especulava uma vez que houve uma mudança de diretoria e o negócio Telecom deixou de ser um atrativo.

Nos últimos dados da Anatel, a Porto Seguro Conecta chegou a 736 mil acessos, sendo parte do serviço SMP tradicional (voz e dados) e parte de M2M, muito para rastreamento de automóveis. As partes não confirmam, mas o acerto firmado com a TIM assegura, agora, os direitos imediatos dos clientes SMP, mas também serão direcionados para os usuários M2M.

Como não houve ainda a renúncia oficial da licença de MVNO da Porto Seguro Conecta, os clientes seguem operando de forma transparente. Mas serão comunicados da operação e da possibilidade de migrarem para os pacotes ofertados pela TIM. O plano de numeração ficará o mesmo, uma vez que a TIM já socilitou à Anatel a manutenção desses números.

As duas empresas negam que tenha ocorrido uma transferência de carteira de clientes, uma vez que em Telecom, quem é dono do número é o cliente, por conta da portabilidade numérica. Também negam que houve qualquer tipo de compensação financeira pelo negócio e assumem apenas os contratos firmados como atacado e varejo pelo uso da infraestrutura.

Em comunicado ao mercado nesta quarta-feira, 03/10, a TIM informou que celebrou um acordo com a "Porto Seguro Conecta visando garantir a continuidade técnico-operacional dos serviços mediante migração das linhas ativas para rede da TIM". A Porto Seguro decidiu encerrar suas atividades no mercado de Telecomunicações - os rumores da insastifação dos controladores  acontecia desde o final do ano passado. A empresa foi a primeira a atuar como MVNO, operadora de telefonia móvel virtual. Somava, então, cerca de 563 mil linhas, concentradas, de acordo com a TIM, nos serviços M2M. A TIM já era a sua operadora de infraestrutura de rede.

Segundo o comunicado, a TIM proporcionará aos clientes migrados ofertas de voz e dados ainda melhores com manutenção dos valores e dos benefícios para os segurados (por intermédio da própria Porto Seguro) e o alto nível de atendimento. A operação será finalizada somente depois de avaliada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) e pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Os valores da incorporação não foram revelados pela TIM.



Internet Móvel 3G 4G
Governo cria loja própria para evitar fraudes e unificar acesso aos apps

Iniciativa já conta com 40 aplicativos cadastrados na loja 'governo do Brasil', disponível na Play Store e Apple Store. Os mais baixados são os do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) Digital.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Prazo para questionar serviço não contratado de telefonia é dez anos

A decisão é da Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça que entendeu aplica-se a esses casos o disposto no artigo 205 do Código Civil. Seguindo o voto do relator, ministro Og Fernandes, a corte aplicou ao caso o entendimento que resultou na Súmula 412 para as tarifas de água e esgoto.

Juiz manda CVM investigar compra e venda de ações da Oi

O juiz Fernando Viana, da 7ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, afirma na ordem encaminhada à Autarquia Federal que é 'preciso que se tentha conhecimento de toda e qualquer forma de capitação especulativa".

Procon-SP multa Sky em R$ 2,9 milhões por publicidade enganosa

De acordo com o órgão de defesa do consumidor, a operadora também efetuou cobranças de taxas de licenciamento do software, segurança de acesso e de locação de ponto adicional que são ações proíbidas pela Anatel.

Brasil terá um ganho de R$ 40 bilhões por uso de faixas milimétricas no 5G

Segundo projeções da GSMA, uso de faixas acima de 24 GHz será crescente até 2034 para manipulação remota, automação industrial e realidade virtual. Entidade recomenda, além dos 26 GHz, que o Brasil use 40 GHz e 66 a 71 GHz.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G