GOVERNO » Política Industrial

Plano prevê moratória tributária de 10 anos para IoT

Luís Osvaldo Grossmann ... 24/05/2018 ... Convergência Digital

O governo promete para os próximos dias publicar o Decreto sobre a política nacional de internet das coisas, onde busca um conceito específico como infraestrutura para fugir do enquadramento como serviço de telecomunicações e, com isso, escapar da carga fiscal a eles associada. E adicionalmente costura uma Medida Provisória prevendo um feriado de dez anos para os impostos e taxas federais  para equipamentos e plataformas.

“Vim falar sobre o que vocês querem ouvir”, disparou o secretário de políticas digitais do MCTIC, Thiago Camargo, a uma plateia de operadoras de telecomunicações reunidas no Painel Telebrasil. “Estamos propondo um ‘sandbox’ regulatório e uma moratória tributária de pelo menos 10 anos para a internet das coisas”, anunciou.

O Decreto enquadra IoT como a infraestrutura que possibilita a prestação de serviços de valor adicionado pela conexão física ou virtual de coisas com dispositivos baseados nas tecnologias da informação e comunicação existentes e nas suas evoluções, com interoperabilidade. E que tal infraestrutura não se confunde com a prestação de serviços de telecomunicações. Tampouco trata como serviço de valor adicionado.

“Internet das coisas é outro bicho, não deve ser confundido com SVA, porque é infraestrutura, não deve ser confundido com coisas mais inteligentes, mas sim criar infraestrutura em que a comunicação tenha velocidade e que o uso responsável de dados vai criar novos modelos de negócio”, insistiu o secretário de políticas digitais.

O feriado tributário depende de acordo. “É uma proposta de moratória tributária para devices e plataformas. Para ir adiante precisa da assinatura do Ministério da Fazenda. Parte entende a necessidade de redução tributária para o desenvolvimento econômico. Mas ainda não conversamos com a Receita Federal. Estamos tentando primeiro angariar mais apoio dentro do governo federal para que fique feio não apoiar essa ideia. Se não der certo em três meses a gente vai sair do jeito que está”, completou.


Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Vanderlan Cardoso, de Goiás, será o novo presidente da CCT no Senado

Na divisão acertada entre os líderes partidários, a comissão de Ciência e Tecnologia ficou com o PP e o indicado é o empresário goiano em seu primeiro mandato como senador. Uma das primeiras missões dele será a votação do PLC 79/2016, que altera o marco de Telecom.

Ex-CIO da Telefônica desponta como nova presidente da Dataprev

A nomeação de Christiane Almeida Edington ainda não saiu no Diário Oficial, mas é dada como certa pelo site Antagonista. Executiva tem no currículo o comando da  fusão da Telefônica com a Telemig Celular na área de TI.

Telebras e Viasat assinam aditivo ao contrato investigado pelo TCU

Estatal informa que encaminhou o novo contrato ao Tribunal, mas não revela se atendeu a exigência de baixar o preço das antenas.

Dataprev cria programa de demissão voluntária e aumenta rumor de extinção ou privatização

Resolução traz uma série de requisitos para a adesão dos funcionários. Um deles é ter mais de 120 meses de vínculo laboral.

MCTIC define nomes do time executivo para TICs

Artur Coimbra, José Gontijo e Octavio Caixeta foram mantidos nas suas funções no ministério. Artur Coimbra, por exemplo, seguirá à frente da diretoria de Banda Larga na Secretaria de Telecomunicações e está na força-tarefa para facilitar a instalação de antenas no País.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G