GOVERNO

TSE compra impressoras, mas TCU teme que não dará tempo para 2018

Luís Osvaldo Grossmann ... 07/05/2018 ... Convergência Digital

O Tribunal Superior Eleitoral vai comprar 30 mil impressoras para as urnas eletrônicas da CIS Eletrônica da Amazônia, por R$ 57,48 milhões. O TSE rejeitou o recurso da segunda colocada e já definiu como será a distribuição dos equipamentos. Mas para o Tribunal de Contas da União significa prazo muito apertado para que o voto impresso seja efetivamente usado no pleito de outubro.

Na semana passada, depois de dar a vitória à CIS Eletrônica, o TSE mais uma vez interpretou a legislação vigente e aprovou uma resolução pela qual “disciplina a implantação do voto impresso de forma gradual a partir das Eleições 2018”. Na leitura da Justiça Eleitoral, a Lei nº 13.165/2015 que obriga o voto impresso pode ser flexibilizada e ter sua implementação ao longo de 10 anos – embora a lei nada mencione sobre isso.

“A implantação gradual do que estabelece a norma é, de acordo com o presidente do TSE, ministro Luiz Fux, um reflexo das contingências que cercam o tema. Segundo Fux, a implantação total do voto impresso – em 100% das urnas eletrônicas – seria impossível já neste ano, tanto do ponto de vista financeiro, quanto por aspectos técnicos. Isso porque o custo para a compra de módulos impressores é em torno de R$ 2 bilhões, o que extrapola o orçamento para esta finalidade”, justifica o TSE.

Um dia antes, o TCU aprovara o Acórdão 967/2018 que lembrava o histórico recente da impressão do voto, com o fracasso do primeiro pregão e o recurso que atrasou a conclusão do segundo. Ao calcular prazos com base nas datas previstas, o TCU conclui pelo relatório do ministro José Múcio Monteiro que “caso a assinatura do contrato seja realizada a partir de maio, o risco de não haver tempo hábil para a produção dos 30.000 MIV [módulos de impressão do voto] para o primeiro turno da eleição é alto”.

Na verdade, apenas 23 mil urnas devem ser usadas este ano. A nova resolução do TSE sobre o tema já distribui esse quantitativo entre as 27 unidades da federação. Segundo a Justiça Eleitoral, caberá aos Tribunais Regionais Eleitorais definir, no período de 23 de julho a 31 de agosto, as seções eleitorais que receberão os equipamentos. Deve ser dada preferência aos locais que disponham de infraestrutura adequada e facilidade de acesso para eventual suporte técnico.


Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Pontes: Corte de 42% no orçamento deixa MCTIC 'com a corda no pescoço’

“Ao longo dos anos o ministério veio perdendo prestigio e o orçamento veio caindo. Precisamos de muito apoio para melhorar o orçamento para o ano que vem, porque  o deste ano já está feito”, afirmou o ministro Marcos Pontes.

Receita Federal decide cobrar IPI das impressoras 3D

Para o Fisco, a atividade de impressão em 3D caracteriza-se como uma operação de industrialização na modalidade de transformação.

"Espero que dinheiro da base de Alcântara não vire outro FUST", diz Marcos Pontes

Segundo explicou no Senado Federal, o acordo é uma autorização dos Estados Unidos para lançamentos de foguetes na base brasileira. Mas não há ainda definição de quem vai ficar com os recursos da operação comercial da base.

Félix Mendonça Junior (PDT-BA) é o novo presidente da CCT da Câmara

Parlamentar que dar atenção especial  para a discussão da chegada do 5G no Brasil e também nas novas tecnologias, entre elas, o reconhecimento facial.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G