GOVERNO

TSE decide manter a compra de 30 mil impressoras para eleição 2018

Convergência Digital* ... 01/03/2018 ... Convergência Digital

A Justiça Eleitoral vai adquirir 30 mil impressoras que serão acopladas às urnas, justamente para atender a determinação da Lei nº 13.165/2015, que instituiu o voto impresso a partir das eleições deste ano. A mudança em 100% das urnas deve ser gradual até 2028.

A decisão aconteceu em reunião administrativa, realizada nesta quarta-feira, 28/02. De acordo com a resolução, o TSE terá até o dia 13 de abril deste ano para definir a quantidade mínima de seções com voto impresso em cada estado e caberá aos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) determinar quais municípios, zonas e seções terão a medida implementada ainda este ano.

Mas há questões práticas para serem resolvidas. A Procuradoria Geral da República solicitou ao Supremo Tribunal Federal o cancelamento do uso do voto impresso em 2018. A decisão ainda será anunciada. O próprio Tribunal Eleitoral rejeitou as duas propostas apresentadas em janeiro.

A primeira vencedora, a venezuelana Smartmatic, pediu R$ 67,3 milhões nas 30 mil impressoras e outros acessórios, como papel, urnas para os votos impressos e cabines de votação. Aceitou reduzir o preço para o valor do edital, R$ 62 milhões, mas acabou desqualificada quando o TSE analisou o equipamento oferecido.

A segunda colocada, a paulista TSC Pontual, desistiu em seguida. A empresa se recusou a baixar seu lance de R$ 67,4 milhões para os R$ 62 milhões que o TSE usou como valor de referência. “Após exaustiva negociação juntos aos fornecedores parceiros, não conseguimos a redução do valor proposto”, alegou a empresa, acusando “a excessiva carga tributária” e os “inúmeros aumentos de combustíveis dificultando a logística pelo país”.

No dia 7 de outubro deste ano, os eleitores brasileiros vão às urnas para escolher o novo presidente da República, bem como os governadores de estado, os senadores e os deputados federais, estaduais e distritais.


Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Governo faz pregão para digitalizar 1,2 milhão de pastas funcionais

Com a iniciativa, estima-se reduzir de 35 para 2 minutos o tempo médio de acesso e localização de documentos, além de aumentar a confiabilidade das informações acessadas. O valor estimado é de R$ 53,6 milhões e o pregão está marcado para o dia 16 de outubro.

BNDES volta a financiar software e serviços de TI com BNDES 10

Suspenso em 2016 quando completava 20 anos, o programa ProSoft ganha nova roupagem e retoma a concessão de verbas para empresas com faturamento entre R$ 1 milhão e R$ 10 milhões. Iniciativa deverá ser anunciada até o final do ano.

FINEP vai conceder crédito para empresas comprarem software e serviços

FINEP Soft é voltada para as empresas comprarem software e serviços e beneficia quem adquirir tecnologia nacional, adianta o diretor de Planejamento, Márcio Girão.

Governo sozinho não faz a transformação digital no Brasil

Diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação Digital do MCTIC, José Gontijo, garante que o período eleitoral não interrompeu as ações da estratégia brasileira de transformação digital, mas adverte. "O Governo é facilitador. A iniciativa privada faz acontecer. Os dois precisam andar juntos".



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G