SEGURANÇA

Em menos de um mês, 2,5 milhões de brasileiros caem em golpes pelo WhatsApp

Convergência Digital ... 29/01/2018 ... Convergência Digital

Em mesmo de 20 dias, mais de 2,5 milhões de brasileiros foram vítimas de golpes pelo Whatsapp, indica um levantamento realizado pelo Kaspersky Lab. A estratégia usa falsas promoções para levar as pessoas a clicarem em links maliciosos. 

“Só neste mês foram mais de 2.500.000 vítimas em menos de 20 dias. Dentre as empresas mais recentes a terem seus nomes atrelados a golpes estão Walmart, Assaí, Caixa Econômica, Burger King, Kibon, Spotify, Banco do Brasil, Santander, O Boticário, Lojas Americanas, Senac, entre outras”, diz o Kaspesrky Lab. 

Além de criarem promoções falsas, os cibercriminosos usam recursos como divulgação de vagas de emprego. “O link pode chegar por e-mail, rede social, SMS, WhatsApp, além das novas campanhas utilizarem o recurso de notificações dos navegadores modernos”, diz o analista sênior de segurança da Kaspersky Lab no Brasil, Fabio Assolini.

Uma das falsas promoções promete um ano de acesso gratuito ao serviços online de streaming de música Spotify, disseminada no WhatsApp entre usuários que falam português, espanhol e inglês. As mensagens têm um link apontando para o site “spotiffy.net”, “spotify-br.com” e “spotify-usa.com”, que foram registrados por criminosos. 

Ao compartilhar a mensagem com seus contatos, o suposto acesso gratuito seria fornecido, porém o usuário é direcionado para páginas oferecendo a instalação de aplicativos ou a assinatura de serviços premium, além de usar o acesso a página para minerar a criptomoeda Coinhive.

De acordo as estatísticas de um link encurtado usado na campanha, somente no Brasil mais de 130 mil usuários clicaram no link em pouco mais de 3 dias – número que seguramente será bem maior se levar em conta que a campanha está sendo disseminada em vários idiomas.


NEC - Conteúdo Patrocinado - Convergência Digital
Multibiometria: saiba como ela pode cuidar da sua segurança digital

Plataforma Super Resolution, que integra espaços físicos e digitais, será apresentada pela primeira vez no Brasil no Futurecom 2018. Um dos usuários da solução é o OCBC Bank, de Cingapura. A plataforma permite o reconhecimento instantâneo das pessoas à medida que se aproximem da agência.

BT Brasil defende clientes de mais de 125 mil ataques cibernéticos/mês

De acordo com o diretor geral da operadora no Brasil, Alex Inglês, em 12 meses, a companhia ‘defendeu’ cerca de 18 mil ataques DDoS de larga escala, alguns chegando a 650 gibabits. Complexidade tributária afasta investimentos em rede no Brasil, afirma ainda o executivo.

EUA voltam a acusar China de espionagem cibernética

Agência de Segurança Nacional alega que os chineses violam acordo para restringir esse tipo de ‘ataque’ firmado em 2015.

No Brasil, 20% das PMEs quebram após ataque hackers

Levantamento feito com 285 empresas mostra que boa parte pagou resgate para ter dados recuperados após ataque hacker. O pagamento é feito, em média, de 0,3 a 0,4 do valor de um bitcoin (R$ 9,6 mil). Entre as PMEs pesquisadas, seis de cada 10 admitiram ter sido contaminadas por malware.

Brasileiro desconfia que Lei de Proteção de Dados não vai 'pegar'

Pesquisa mostra que 58% não estão confiantes de que a legislação trará os avanços necessários para a proteção dos dados. Maioria se mostrou bastante preocupada com ataques hackers e de vírus cibernéticos.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G