GOVERNO » Legislação

Câmara vai cobrar do TSE impressão do voto pela urna eletrônica

Convergência Digital ... 30/11/2017 ... Convergência Digital

Tema recorrente há 20 anos, o voto impresso foi tema de uma audiência pública realizada pela Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara nesta quinta, 30/11. Nela, militantes históricos da causa lembraram das diferentes tentativas do Congresso Nacional em tornar a impressão do voto obrigatória, mas a medida sempre acabou contornada pelo Tribunal Superior Eleitoral. 

Segundo a Agência Câmara, “o deputado Izalci Lucas (PSDB-DF) vai pedir ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, que tome providências para que a Casa cobre do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a implantação do voto impresso como acessório ao eletrônico nas eleições brasileiras o mais rapidamente possível”.

A mais recente tentativa de introduzir o voto impresso está na Lei 13.165/15. Na prática, a impressão do voto já seria compulsória a partir das eleições de 2018, mas segundo discutido na audiência pública, “o TSE alega questões orçamentárias para não implantar a medida em todo o território nacional a partir do próximo ano e estima que o processo só terminará em 2026”.

“A questão orçamentária não é o caso. O orçamento que ele [o TSE] coloca é como se fosse trocar todos os equipamentos. A proposta não é essa. A proposta é que haja apenas a introdução da impressora, que custa no máximo R$ 500 cada uma, o que é totalmente viável”, afirmou Izalci Lucas.

A advogada especialista em processos eleitorais eletrônicos Maria Aparecida Cortiz calcula que seriam gastos R$ 250 milhões na compra das impressoras e que haveria tempo hábil para fazê-lo antes do pleito do próximo ano. O auditor Amílcar Brunazo Filho apontou para as dificuldades de auditoria sobre o processo eleitoral que, reclama, não tem transparência suficiente para garantir que não existem fraudes na votação. O TSE foi convidado para a audiência, mas não compareceu.

* Com informações da Agência Câmara


Confederação de teles e TI quer R$ 1 bilhão para Sistema S das TICs

“Nossa prioridade para 2018 é garantir os recursos para esse sistema fazer frente às necessidades de formação e capacitação para a transformação digital”, diz o presidente do Sinditelebrasil, Eduardo Levy. 

Governo retoma piloto de IoT com chips para coleta de dados

Governo criou um comitê interministerial para integrar as políticas de RFID às do Plano Nacional de Internet das Coisas. Iniciativa, parada há três anos por falta de consenso, batizada de SINIAV, começa a sair do papel com pilotos em Pernambuco e no município de Santo André, em São Paulo.

Governo discute se IoT é valor adicionado ou Telecomunicações

"Há prós e contras e precisamos analisar bem para definirmos a melhor governança", diz o diretor do MCTIC, José Gontijo. Sobre Internet das Coisas, Gontijo é taxativo: O Brasil não pode adiar mais uma definição sobre Lei de proteção de Dados Pessoais.

Reforma tributária: Telecom fica na categoria do imposto seletivo

Em entrevista à Newsletter da Telebrasil, reproduzida pelo Connvergência Digital, o deputado Luiz Carlos Hauly, do PSDB/PR, explica que a sua proposta elimina 10 tributos.

Fazenda e Receita insistem e querem o fim da desoneração da folha em 2017

Área econômica insiste que a desoneração trouxe mais prejuízos do que benefícios aos cofres públicos. TICs ficam fora dos segmentos contemplados em nova proposta do Governo.



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G