TELECOM

Governo precisa atuar como coordenador na remoção às barreiras inúteis em Telecom

Ana Paula Lobo e Rodrigo dos Santos* ... 11/11/2016 ... Convergência Digital

Se o governo não tem dinheiro para investir em rede, deve atuar como um catalisador, um coordenador para a atração de investimentos. "O Brasil precisaa de mais e melhores redes, mas há uma série de barreiras básicas a serem removidas. E o Governo precisa atuar para nos ajudar a dialogar com os entes que, hoje, impedem esse investimento", sustenta o presidente-executivo da TelComp, João Moura.

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, no IX Seminário TelComp, realizado no dia 08 de novembro, em São Paulo, João Moura afirou que a economia digital evolui num ritmo acentuado no Brasil, mas adverte: há questões para serem tratadas o quanto antes. "Já falei das barreiras e elas precisam ser tiradas", reforçou. Sobre o novo ciclo do Plano Geral de Metas de Competição, o PGMC, que pode vir a ser aprovado pela Anatel ainda este mês, o presidente-executivo da TelComp disse que ele precisa recuperar o tempo perdido.

"O primeiro ciclo do PGMC, infelizmente, não provocou o impacto desejado. Ele não foi bem-sucedido. Se mostrou desinteressante. O novo ciclo, se bem-feito, pode acelerar o investimento e ter um efeito multiplicador no atendimento ao cliente, em especial, ao corporativo que precisa de conectividade para ter computação em nuvem, redes virtuais e Internet das Coisas". Assistam a entrevista do presidente-executivo da TelComp, João Moura.


Anatel aprova novo regulamento para preço público de radiofrequências

Principal novidade é a possibilidade de a agência exigir compromissos de investimento como parte do valor da renovação do direito de uso do espectro.

Segurança faz Anatel antecipar bloqueio de celulares no Rio de Janeiro

Os aparelhos irregulares vão ser bloqueados a partir de 08 de dezembro, a pedido do Gabinete de Intervenção Federal no Estado. O bloqueio está implementado no Distrito Federal e no Estado de Goiás.

Disputa entre fornecedores faz Cemig Telecom adiar leilão para o dia 8 de agosto

Preço mínimo para o lote 1, que envolve a rede de banda larga nos estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro foi estipulado em R$ 332 milhões.  Já manifestaram interesse público, a TIM e a Claro.

TV paga: Modelo não muda e sangria de assinantes já dura três anos e meio

Depois de um período de expansão, em 2014, com a entrada das teles no segmento, o setor encerrou o mês de maio com 17,8 milhões de assinantes, o que significa a perda de 10% da base de usuários. Claro/NET concentram 50% do mercado.

Anatel rejeita pedidos de Société e Pharol para mudanças no conselho da Oi

Seguem válidos, portanto, os nomes indicados a partir da aprovação do Plano de Recuperação Judicial, em dezembro, que constituem o Conselho de Administração Transitório da supertele.

Telefónica conduz projeto de transformação digital da Avianca

O acerto terá validade de cinco anos e inclui serviços de voz tradicional, conectividade de dados, apoio de infraestrutura (LAN/WLAN/Centro de cabos), segurança digital e soluções de redes definidas por software (SDN).


Veja a revista do 61º Painel Telebrasil 2017
Revista do 61º Painel Telebrasil 2017
A edição de 2017 do Painel Telebrasil enfatizou a necessidade de atualização do modelo de telecomunicações e a definição de uma agenda digital para o País.

Painel Telebrasil 2017 - Cobertura Especial ConvergênciaDigital


Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do Painel Telebrasil 2017

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G