Home - Convergência Digital

Teles europeias usam 5G para se manifestarem contra neutralidade de rede

Convergência Digital - Carreira
Luís Osvaldo Grossmann - 08/07/2016

Operadoras da Europa – como BT, Deutsche Telekom, Telecom Italia,  Vodafone  e Telefónica– além de fornecedores de rede, como a Ericsson, apresentaram um manifesto à Comissão Europeia em defesa de um rápido lançamento de serviços em tecnologia 5G, mas para isso pede que sejam feitas mudanças nas diretrizes do bloco sobre a neutralidade de rede. 

“A indústria de telecom alerta que as atuais diretrizes de neutralidade de rede criam incertezas significativas sobre o retorno dos investimentos em 5G”, diz o documento. “Dessa forma, investimentos serão adiados a não ser que os reguladores tomem uma posição positiva sobre a inovação e a mantenham”. 

O documento é uma resposta ao Plano de Ação 5G proposto pelo comissário europeu para Economia Digital em fevereiro deste ano, com vistas ao desenvolvimento de redes 5G até 2020. As empresas sustentam que seriam capazes de lançar essas redes 5G em pelo menos uma cidade em cada país europeu até a data pretendida – em troca da quebra de neutralidade. 

O posicionamento se dá na esteira da abertura de uma consulta pública pelo Berec, o órgão que reúne os reguladores nacionais de comunicação eletrônica dos 28 países membros da UE, sobre a regulamentação da neutralidade – a exemplo do que fez o Brasil como Decreto 8771/16. Para as empresas que subscrevem o manifesto do 5G, “a UE e os Estados Membros devem reconciliar a necessidade de uma Internet Aberta com regras pragmáticas que incentivem a inovação”. 

A integra do manifesto pode ser conferida aqui

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

07/03/2019
5G vai gerar 15 milhões de novos empregos até 2025

07/03/2019
Preço alto e falta de celulares levam Coreia a adiar lançamento do 5G

01/03/2019
Korea Telecom: 5G reconstrói os negócios com o mercado B2B

01/03/2019
Mais que frequência, 5G exige muita fibra e muita nuvem

27/02/2019
5G em faixa milimétrica trará pelo menos R$ 37 bilhões ao Brasil até 2024

27/02/2019
Anatel agenda leilão do 5G para março de 2020

26/02/2019
Inglaterra testa transmissão de rádio ao vivo por 5G

20/02/2019
TIM quer leilão 5G o quanto antes e rede legada única para o 2G

20/02/2019
‘Horário nobre’ derruba velocidade da internet móvel pela metade no Brasil

19/02/2019
5G vai responder por 4,8% do tráfego móvel em 2022

Destaques
Destaques

Para Ericsson, 5G vai fazer acontecer, de verdade, a indústria 4.0

Presidente da fabricante para a América do Sul, Eduardo Ricotta, diz que uma operadora com 50 Mhz a 80 Mhz terá espectro para oferecer bons serviços, especialmente, o da banda larga fixa móvel. "Há cidades no Brasil, com menos de 100 mil habitantes, com conexões de 2 Mbits. O 5G vai chegar oferecendo bem mais", observa.

5G vai gerar 15 milhões de novos empregos até 2025

O ecossistema 5G está em ebulição e demandará muita mão de obra, afirma o diretor da Huawei, Carlos Roseiro. Segundo ele, vão surgir aplicações, muitas ainda inimagináveis, nos próximos seis anos. "O 5G começa hoje. A frequência virá para dar mais capacidade", observa o especialista.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site