TELECOM

Alô Serviços, MVNO ligada à Assembleia de Deus, vai operar no Brasil

Convergência Digital ... 30/01/2015 ... Convergência Digital

O mercado de MVNO, operadoras virtuais, que acabou não acontecendo como o esperado inicialmente, pode, agora, estar dando um passo decisivo no país. Nesta sexta-feira, 30/01, a Anatel publicou no Diário Oficial da União a autorização para que a Alô Serviços atue como operadora virtual de telefonia móvel, usando a rede da Vivo. Esta é a primeira licença concedida a uma igreja no país.

Atualmente quatro  empresas têm outorga de MVNO, todoas sob a forma de autorizada. São a Porto Seguro e Datora Telecom, incorporada pela Vodafone do Brasil, que atuam na rede da TIM e da Vivo e a Terapar, que atua na rede da CTBC.

A britânica Virgen também já tem sua licença para atuar no Brasil, e anunciou no ano passado que ingressaria no mercado no começo deste ano, mas até agora, não revelou, de fato, sua estrutura no país. Os Correios foram autorizados a atuar como MVNO, mas os planos não andaram como o esperado e, por enquanto, seguem apenas no papel.

As MVNOs autorizadas têm muito mais obrigações, pois usam as redes da incumbents, mas têm operações completamente distintas, possuindo, inclusive, numeração própria para os seus serviços. O que não é o caso da Alô Serviços. Essa operação promete movimentar o mercado. Ligada à Assembleia de Deus, ela tem um potencial para atingir mais de 18 milhões de fiéis.

A ideia, segundo reportagem do Jornal Valor Econômico, é vender chips entre R$ 8 e R$ 10. No primeiro ano de operação, a nova MVNO planeja atrair 1,2 milhão de assinantes. Toda a estratégia de operação foi desenhado por Ricardo Knoepfelmacher, ex-presidente da Brasil Telecom.

*Com informações do Jornal Valor Econômico


Revista do 62º Painel Telebrasil 2018
Veja a revista do 62º Painel Telebrasil 2018 Brasil Digital: O futuro é agora - é o tema da revista do Painel Telebrasil 2018.
Edição, com 104 páginas, consolida os debates realizados no evento, que reuniu a indústria de Telecomunicações.
Clique aqui para ver outras edições

Oi se posiciona como prestadora de serviços de TI

Tele estruturou serviços como segurança cibernética, big data e gestão integrada. "Entender as dores e as necessidades do cliente é uma obrigação", afirma Rodrigo Shimizu, diretor de Marketing do Corporativo da Oi.

"Estamos comprometidos com o futuro do Brasil", diz CEO da Telefónica

Em reunião geral dos acionistas, realizada em Madrid, o presidente do conselho e CEO da Telefónica José María Álvarez-Pallete, afirmou que o Brasil é um dos países que mais vai crescer no mundo com a revolução digital.

Câmara proíbe teles de enviarem mensagens comerciais a clientes

Projeto de Lei 757/03 altera a LGT para vedar o envio de mensagens comerciais próprias ou de terceiros para os celulares dos clientes da telefonia móvel. Terminativo na CCJ, PL segue direto ao Senado. 

Novo projeto de lei prevê cobertura celular obrigatória de 60% das estradas

PL 1721/19 prevê inclusão da medida nas futuras licitações da Anatel. Texto precisa passar pelas comissões de ciência e tecnologia, finanças e tributação e de constituição e justiça. 




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G