INOVAÇÃO

Wayra, da Telefônica, e Liga Ventures vão acelerar o programa BNDES Garagem

Convergência Digital* ... 04/09/2018 ... Convergência Digital

O consórcio formado pelas aceleradoras Wayra e Liga Ventures foi declarado vencedor pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) como a Aceleradora, que executará, em conjunto com a instituição, o Programa de Desenvolvimento de Startups (BNDES Garagem).O resultado foi divulgado nesta segunda-feira, 03/09.

A iniciativa apoiará as startups na atração de clientes, captação de recursos, validação da adequação do produto ao mercado e do modelo de negócio, entre outras necessidades das startups e empreendedores. O programa será gratuito para os empreendedores e não será exigida nenhuma forma de participação no capital social das startups em contrapartida à participação no programa. A iniciativa busca estimular o empreendedorismo, desenvolver empresas em estágio inicial e a gerar oportunidades de negócios.

O programa será executado no Rio de Janeiro, em dois módulos: um de criação de startups, composto de grupos de empreendedores em estágio mais inicial, que buscarão desenvolver o seu produto e modelo de negócio; e outro módulo de aceleração de startups, integrado por empresas já estabelecidas, com produto já lançado no mercado e que buscarão acelerar seu crescimento.

Nessa primeira fase, o BNDES Garagem será executado no coworking WeWork Carioca, localizado no Centro do Rio de Janeiro, próximo à sede do BNDES. O espaço, que já conta com infraestrutura necessária ao desenvolvimento do programa, permitirá maior interação entre o Banco e as startups, de maneira a que se estimule a troca de experiências e abertura de canais para as empresas nascentes, como o acesso a clientes e fundos de investimento, além da transferência de conhecimento técnico e mercadológico. Além disso, o BNDES buscará oportunidades de parcerias comerciais com as startups, caso ofereçam soluções financeiras alinhadas com seu processo de digitalização.

Chamada de startups

Em novembro, será divulgada pelo BNDES, em conjunto com Wayra e Liga Ventures, uma chamada nacional para seleção de 60 startups inovadoras que poderão se inscrever tanto no módulo de criação como de aceleração. Para atrair empreendedores de todas as regiões do País, serão estabelecidas parcerias para auxiliar a custear a viagem e a hospedagem dos empreendedores no Rio.

Terão prioridade aquelas que apresentem soluções em áreas afins ao planejamento estratégico do BNDES: educação, saúde, segurança, soluções financeiras, economia criativa, meio ambiente, tecnologia blockchain e internet das coisas (aplicada a cidades inteligentes, rural e indústria). O programa será executado durante 12 meses, mas já está prevista a continuidade da iniciativa, com o lançamento de novo edital de chamada pública em 2019 para selecionar nova aceleradora que, em conjunto com o BNDES, selecionará mais 60 startups em setembro de 2019.

A expectativa é que o BNDES Garagem seja um gerador de inovação e novos negócios, capaz de conectar diferentes atores do ecossistema de inovação, como universidades, empresas, startups em diferentes estágios de maturidade, investidores e poder público. Também oferecerá às empresas, por meio de parcerias, ampla variedade de serviços compartilhados de qualidade e menor custo, como marketing digital, tecnologia, assistência jurídica, contábil e assessoria de imprensa. 

O consórcio Wayra, da Telefônica, e Liga Ventures, ficou à frente do Grupo Inova55 (21212, Casulo Brasil, Endeavor, C.E.S.A.R., EloGroup, Oito, Oi Futuro e Sai do Papel) e Ions Innovation. Estruturado por meio de chamada pública, o processo de seleção iniciou-se no dia 6 de julho e recebeu 18 propostas, com mais de 30 empresas participantes.

*Com informações da Assessoria do BNDES




Cloud Computing
Dados não estão protegidos pelo simples fato de estarem na nuvem

A proteção das aplicações cabe aos seus donos e não deve ser repassada para terceiros, especialmente, agora, com a adaptação à Lei Geral de Dados Pessoais, adverte o diretor da CLM, Gabriel Camargo.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Google cria desafio e tem US$ 25 milhões para investir em Inteligência Artificial

Programa está com inscrições abertas até o dia 22 de janeiro. Soluções selecionadas serão voltadas para áreas como ciência ambiental, saúde e conservação de espécies.

Economia da cultura deve ser prioridade para o Brasil

O Brasil é muito bom em produzir cultura e não pode menosprezar o valor global de investir em cultura, advertiu o advogado Claudio Lins de Vasconcellos, do Lins Vasconcelos Advogados.

"Nem no século 25 um robô vai tirar o lugar do homem na produção da cultura"

Cultura dá dinheiro e poder ao Brasil, reforçou o advogado Claudio Lins de Vasconcellos, do Lins Vasconcelos Advogados. "Digo sempre que somos Embrapa, Embraer e Cultura. O resto é commodity e commodity não nos levará a lugar nenhum nos próximos 200 anos".

Inteligência Artificial: abrir a caixa preta dos algoritmos é necessário

Para o professor da FGV/RJ Luca Belli, a Inteligência Artificial poderia seguir preceitos éticos com base na conduta e comportamento, da mesma forma como humanos.

CNJ cria laboratório de inteligência artificial para processo eletrônico

Segundo o presidente da Comissão Permanente de Tecnologia da Informação e Infraestrutura do CNJ, Márcio Schiefler, as informações dos bancos de dados dos tribunais são valiosas. “Informação é poder”.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G