INOVAÇÃO

Saúde ultrapassa TICs no programa Start-up Brasil

Convergência Digital ... 14/05/2018 ... Convergência Digital

O programa Start-Up Brasil lançou nesta sexta-feira (11), em Recife (PE), a Turma 5, com 46 empresas nascentes de base tecnológica, que terão acesso a R$ 9,7 milhões em investimentos. Os recursos estão previstos em edital lançado no ano passado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). O programa é gerida pela Associação para a Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex).

Desse grupo, 45 são empresas nacionais, provenientes de 14 estados brasileiros, além de uma companhia da Suíça. As principais áreas de atuação dessas startups são saúde (7), tecnologia da informação e telecomunicações (4), educação (3), finanças (3), varejo (3), agronegócio (2), segurança e defesa (2), automotivo (1), eventos e turismo (1) e moda e beleza (1). As 13 restantes atuam em setores transversais.

“O Start-Up Brasil se mantém forte e faz parte do compromisso do governo federal, assumido na Estratégia Brasileira para a Transformação Digital, de apoiar pelo menos 200 startups por ano em programas governamentais. Nosso objetivo é criar um ambiente colaborativo para que todos players do ecossistema nacional possam contribuir para a evolução do programa e no mapeamento e superação dos desafios do empreendedorismo no país”, afirmou o secretário de Políticas Digitais do MCTIC, Thiago Lopes.

Ao longo dos próximos 12 meses, a Turma 5 participará de eventos, além de atividades de capacitação e de aproximação com grandes companhias nacionais e internacionais, investidores e programas de acesso ao mercado e a compras públicas. As participantes também receberão uma bolsa para investimento em pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I) de até R$ 200 mil.

Nesse período, as startups trabalharão com 13 aceleradoras qualificadas, distribuídas pelos estados do Amazonas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo.

O Start-Up Brasil apoia empresas nascentes de base tecnológica nacionais e internacionais com até quatro anos de existência e que desenvolvam produtos e serviços inovadores utilizando software, hardware ou serviços de tecnologia da informação (TI). Lançado em 2012, o programa já executou dois ciclos de aceleração, com quatro turmas, apoiando 183 startups oriundas de 17 estados brasileiros e de outros 13 países.

*Com informações do MCTIC


Cloud Computing
Dados não estão protegidos pelo simples fato de estarem na nuvem

A proteção das aplicações cabe aos seus donos e não deve ser repassada para terceiros, especialmente, agora, com a adaptação à Lei Geral de Dados Pessoais, adverte o diretor da CLM, Gabriel Camargo.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Google cria desafio e tem US$ 25 milhões para investir em Inteligência Artificial

Programa está com inscrições abertas até o dia 22 de janeiro. Soluções selecionadas serão voltadas para áreas como ciência ambiental, saúde e conservação de espécies.

Economia da cultura deve ser prioridade para o Brasil

O Brasil é muito bom em produzir cultura e não pode menosprezar o valor global de investir em cultura, advertiu o advogado Claudio Lins de Vasconcellos, do Lins Vasconcelos Advogados.

"Nem no século 25 um robô vai tirar o lugar do homem na produção da cultura"

Cultura dá dinheiro e poder ao Brasil, reforçou o advogado Claudio Lins de Vasconcellos, do Lins Vasconcelos Advogados. "Digo sempre que somos Embrapa, Embraer e Cultura. O resto é commodity e commodity não nos levará a lugar nenhum nos próximos 200 anos".

Inteligência Artificial: abrir a caixa preta dos algoritmos é necessário

Para o professor da FGV/RJ Luca Belli, a Inteligência Artificial poderia seguir preceitos éticos com base na conduta e comportamento, da mesma forma como humanos.

CNJ cria laboratório de inteligência artificial para processo eletrônico

Segundo o presidente da Comissão Permanente de Tecnologia da Informação e Infraestrutura do CNJ, Márcio Schiefler, as informações dos bancos de dados dos tribunais são valiosas. “Informação é poder”.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G