Home - Convergência Digital

Oitenta e nove dos 100 apps mais populares do Android ferem a privacidade

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 29/08/2018

Uma pesquisa sobre privacidade de aplicativos para dispositivos móveis, realizada pela Symantec, mostra que apesar de os consumidores ficarem ansiosos para clicar em "aceitar" e "avançar" ao fazer o download de um novo aplicativo, é relevante analisar quais informações estamos compartilhando, como elas são usadas e se o desenvolvedor do aplicativo está protegendo nossa privacidade. Isso porque 89 dos 100 apps mais populares do Android exigem permissões perigosas e desrespeitam a privacidade do consumidor.

O levantamento exemplifica: um aplicativo de lanterna de Android tem mais de 10 milhões de downloads e solicita acesso a chamadas, mensagens, câmera e etc. dos usuários. Será efetivamente necessário que o desenvolvedor do programa acesse tantas informações? Provavelmente não, constata a Symantec. Mas depois de analisar os 100 principais aplicativos gratuitos no Google Play e na Apple Store, o estudo observa que 45% dos aplicativos Android mais populares e 25% dos aplicativos iOS mais populares solicitam rastreamento de local.

Por sua vez, 46% dos aplicativos Android populares e 25% dos aplicativos iOS populares solicitam acessar a câmera do seu dispositivo. O relatório adverte ainda que alguns aplicativos Android pedem para acessar mensagens SMS (15%) e registros de chamadas telefônicas (10%). E há aplicativos que empregam práticas de segurança e privacidade muito precárias, solicitando permissões arriscadas, e ainda não possuem nenhum tipo de política de privacidade.

O estudo aponta um site onde é possível verificar quais são os aplicativos estão usando dados da sua conta do Google: https://myaccount.google.com/permissions
  

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

14/06/2019
Governo faz consulta pública sobre unificação de aplicativos do gov.br

04/06/2019
Mais dois desenvolvedores de apps acusam Apple de conduta anticoncorrencial

03/06/2019
Justiça diz que uso de dados do Banco Central sem avisar cliente gera dano moral

31/05/2019
Privacidade: Justiça retoma pressão sobre Facebook

29/05/2019
Senado aprova MP 869 e Autoridade de Dados vai à sanção

27/05/2019
Uso de smartphones para pesquisar passagens aéreas cresce 130%

15/05/2019
São Francisco proíbe polícia de usar reconhecimento facial

13/05/2019
Suprema Corte dos EUA processa Apple por monopólio na App Store

10/05/2019
Aplicativo da Previdência Social terá novos serviços

09/05/2019
Para STF, restrições e proibições a apps de transporte são inconstitucionais

Destaques
Destaques

Para injetar R$ 200 bilhões na economia, IoT tem de ficar livre das amarras tributárias

Relator da proposta de tributo zero para Internet das Coisas, deputado Eduardo Cury, do PSDB/SP, disse que o setor precisa municiar o Parlamento com dados para convencer à Casa a conceder a desoneração.

5G exige muito espectro para entregar tudo que se espera da tecnologia

Anatel, indústria e teles sustentam que a nova onda tecnológica só vai atender as demandas esperadas se tiver frequência suficiente para melhorar os serviços.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site